Mercado

Obituário: Antônio Veronezi, proeminente líder do ensino superior, morre de covid-19

1

Fundador da UNG (Universidade de Guarulhos), da Anup (Associação Nacional das Universidades Particulares) e um dos donos da Unisa (Universidade Santo Amaro), Antônio Veronezi morreu na segunda-feira, 11 de janeiro de 2021.

Ela tinha 77 anos e não resistiu a complicações da covid-19 – doença que havia desenvolvido em novembro passado. Estava internado desde então no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo (SP).

Antônio Veronezi, um dos fundadores da UNG. Crédito: reprodução.

Segundo uma nota do Semesp, a vida de Veronezi foi praticamente toda dedicada à educação.

Ele iniciou a carreira como office-boy aos 11 anos de idade no Colégio do Ateneu Ruy Barbosa, na capital paulista, para custear os estudos. Aos 16 anos, foi secretário da escola. Voltou à ela com 25 anos, já universitário em final de curso e formado em Química Industrial para criar o curso técnico de Química Industrial, que dirigiu até os 27 anos.

Aos 26 anos foi convidado para dar aulas no Colégio Claretiano de Guarulhos (SP), onde formou um grupo e arrendou essa escola, em 1969, criando nessas instalações a Faculdade Farias Brito, em 1970, da qual foi diretor-geral por dois anos.

Em 1972 foi convidado a fazer um plano de recuperação para a Faculdade de Direito de Bragança Paulista, que estava saindo de uma intervenção federal. Assumiu a Diretoria de Planejamento do Instituto de Ensino Superior da Região de Bragantina e nessa jornada criou em Bragança os cursos de Administração, Ciências Contábeis, Odontologia e Medicina, além do curso de Biologia.

Em Itatiba (SP), criou a Faculdade de Filosofia Ciências e Letras e a Faculdade de Engenharia. Criou também as Faculdades Integradas Santo Antônio. No decorrer desse episódio, voltou ao seu colégio de origem, o Ateneu Ruy Barbosa, e reuniu outras três escolas da zona leste de São Paulo (Penha e Tatuapé), criando as Faculdades da Zona Leste de São Paulo, hoje Unicid, agora absorvida pela Unicsul.

Orientou e, a pedido do ministro Jarbas Passarinho, formatou a primeira faculdade particular de Belém (PA), hoje Unama – Universidade da Amazônia.

Em 1978, retornou à Farias Brito, foi reintegrado ao quadro societário e transformou as faculdades na UNG, sendo eleito reitor e, posteriormente, chanceler, atingindo nas últimas avaliações do MEC conceito 4.

Ocupou a diretoria e a vice-presidência do Semesp e criou, em 1985, a Associação Nacional dos Universidades Particulares, a qual presidiu por seis anos, além de integrar a diretoria do Crub – Conselho de Reitores das Universidades Brasileiras. Atualmente, dirigia a Unisa e e era membro do Conselho de Administração da ABMES. Também teve papel importante na Constituinte de 1988 em prol da universidade privada e, em 2017, recebeu o colar de Honra ao Mérito Legislativo, a maior honraria da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp).

Em 2017, o professor Veronezi foi agraciado com a maior honraria da Alesp, o Colar de Honra ao Mérito Legislativo no Plenário Juscelino Kubitschek. Crédito: Semesp.

Com a morte de Veronezi, o ensino superior brasileiro, em menos de uma semana, perde mais um de seus proeminentes líderes. No sábado, em decorrência de um câncer, morreu o professor Gabriel Mário Rodrigues, aos 88 anos.

Interessados em enviar cumprimentos para a família poderão fazê-lo pelo e-mail: ma.fsantos@yahoo.com.br.

O Desafios da Educação presta condolências aos familiares a amigos do professor Veronezi.

Redação
A redação do portal Desafios da Educação é formada por jornalistas, educadores e especialistas em ensino básico e superior.

    VOCÊ PODE GOSTAR

    1 Comentário

    1. Prof. Veroneze..Mt. triste…..
      Hoje certamente nos bracos dos Mentores Superiores…Uma grande perda para a Educacao e atodos seus amigos e admiradores.
      Meus sentimentos a familia

    Leave a reply

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.