Gestão educacional

Avaliação in loco: conheça o Check, o sistema de gestão virtual que dá apoio às IES

0

Criado pela Be Formless, o Check é o único sistema de avaliação externa online voltada para cursos e IES

Cerca de cinco mil avaliações in loco de cursos e instituições de ensino superior (IES) devem ser realizadas até outubro de 2021. Tudo graças ao novo formato, que passou a ser virtual em 26 de abril.

O Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), órgão vinculado ao MEC responsável pelas avaliações, realizou nas últimas semanas diversos testes para confirmar a viabilidade do novo sistema. Cabe às instituições se adequarem ao formato virtual.

A boa notícia é que já existe no mercado um sistema que dá suporte para essa organização nas IES. Trata-se do Check.

O Check é um sistema online de organização documental espelhado nos instrumentos de avaliação do MEC. Ele é capaz de simular avaliações externas de instituições e de cursos de graduação, produzindo diagnósticos que auxiliam coordenadores a desenvolverem rotinas acadêmicas mais eficientes e alinhadas à expectativa do MEC.

Por dentro do Check

Criado há dois anos pela Be Formless, edtech especializada em gestão universitária, o Check é um sistema produzido por professores, gestores universitários e avaliadores do próprio MEC.

Daniel Sperb, diretor executivo e fundador da Be Formless, explica que o Check nasceu como solução para um desafio comum às IES: fazer do dia das avaliações in loco um dia normal. Para isso, o sistema se compromete em organizar toda documentação da IES dentro de um software simples e intuitivo.

“Ele [o Check] nasceu como parte de um procedimento que muitas IES já fazem”, afirma Sperb. A maioria das IES coloca os documentos em pastas físicas, ou em algum sistema de nuvem, como o Drive. Funciona? Segundo Sperb, sim. Mas o método é desorganizado e exige um trabalho braçal desnecessário.

Com o Check, as IES conseguem armazenar e registrar os documentos antes mesmo da avaliação externa dos cursos. O sistema permite ao dirigente colocar os documentos que comprova a nota do curso. “Se o curso é nota 5, a gente comprova o 5”, resume Fábio Paz, diretor de negócios da Be Formless.

Antes de compor o time da Be Formeless, Paz foi vice-reitor da Urcamp (Centro Universitário da Campanha) – a primeira IES a usar o Check.  “O Check é a melhor maneira de fazer gestão no processo administrativo”, afirma ele, categórico.

Além disso, ao entregar um documento para ser avaliado dentro de um sistema, como o Check, a IES comprova que está inovando. E esse é justamente um dos critérios considerados na avaliação in loco.

Além de Daniel Sperb e Fábio Paz, mais três mentes estão por trás do Sistema Check: Edinei Steffen, arquiteto de soluções e integrações; Juliano Lima, gerente de desenvolvimento fullstack; e Nádia Silva, diretora administrativa. Todos são sócios da Be Formless.

Leia mais: Avaliação no Ensino Superior: objetivos, desafios e case prático | Guia 2021

As avaliações virtuais

“Toda digitalização foi acelerada com a pandemia”, explica Sperb. Segundo ele, essa aceleração é relevante especialmente para o setor educacional. “O MEC foi acelerado, embora já fosse um intuito promover uma virtualização das avaliações.”

Antes da pandemia, as avaliações externas in loco eram 100% presenciais. Com a mudança para o virtual, tempo e dinheiro serão economizados. “É uma solução que precisou de uma pandemia para impulsionar”, afirma Paz.

Além de ser um sistema web de gestão documental, o Check possibilita a realização de avaliações externas e simuladas. É possível realizar um tour virtual da instituição de ensino e disponibilizar esse vídeo para os avaliadores, sem precisar de uma visita presencial.

Os sócios da Be Formless acreditam que as mudanças advindas da avaliação in loco virtual irão fazer as IES se adaptarem e valorizarem o que de fato elas estão entregando. Além de gerar uma cultura de avaliação.

Leia mais: Avaliação in loco do MEC: o que muda com o formato virtual

Redação
A redação do portal Desafios da Educação é formada por jornalistas, educadores e especialistas em ensino básico e superior.

    VOCÊ PODE GOSTAR

    Comentários

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.