GestãoMercado

5 conselhos para coordenadores pedagógicos durante a Covid-19

0

Por Karina Tomelin

Já demos 5 dicas para os alunos e 5 dicas aos professores que atuarão remotamente na próximas semanas em função da pandemia que assola o planeta. A doença causada pelo novo coronavírus, a Covid-19, registrava na manhã de terça-feira (24) mais de 17 mil mortes e 395 mil contaminados ao redor do mundo

Karina Tomelin. Crédito: divulgação.

Nos últimos dias, o processo de ensino e aprendizagem foi adaptado na maioria das escolas e instituições para um novo modelo – que a maioria do público ainda não tinha experimentado.

Para garantir o sucesso desse processo, boa liderança será fundamental. Mas qual é o papel dos gestores e coordenadores pedagógicos neste momento? Separei estas 5 dicas.

Leia mais: Reflexões sobre o impacto do coronavírus na educação, no trabalho e no Brasil

1.Foque na comunicação

Comunicação é sempre fundamental, mas em momento de crise ela é essencial. Manter toda a comunidade escolar ou acadêmica informada, por meio de estratégias direcionadas para cada público, é imprescindível. A equipe precisa estar alinhada e todos atuando de maneira coesa. Por isso, mantenha-os informados e garanta um ou mais canais abertos para tirar dúvidas.

2.Tenha serenidade no processo

Em situações de crise é muito comum lidar com pessoas que terão mais dificuldades em se adaptar, em sair da sua rotina e resistentes ao novo modelo. Os coordenadores pedagógicos precisam ter equilíbrio emocional para acolher todas estas dificuldades e direcionar soluções sem perder o foco. Toda mudança tem imprevistos e vai exigir de você tranquilidade e serenidade para lidar com eles.

Leia mais: As ações do MEC para lidar com o coronavírus

3.Supervisione e dê feedback

Uma das atribuições do coordenador pedagógico é supervisionar o processo de ensino e de aprendizagem. Um novo modelo exige novos parâmetros. Neste momento, crie um guia de referência para apoiar a supervisão da qualidade das aulas, dos materiais postados, das vídeos aulas e dê feedback aos seus professores sempre que necessário.

4.Oriente e produza material de referência

Muitas escolas capacitaram seus professores para o uso de recursos, acesso a ferramentas etc. Mas a formação não se restringe somente ao uso tecnológico dos recursos. O professor precisará de apoio para melhorar sua interação no fórum, criar estratégias claras de avaliação, fazer a curadoria de materiais e até gravar boas aulas. Ajude seu professor orientando-o como fazer e, se possível, disponibilize materiais que sirvam de referência para todos.

5.O gestor também precisará aprender

A sobrecarga neste momento para os gestores educacionais tem sido intensa. Além da resolução de problemas, gestão de crise, tomada de decisão, atendimento da comunidade escolar/acadêmica ele também precisa se envolver no novo processo para dar mais segurança a toda a equipe. Assim é fundamental que o coordenador conheça as plataformas ou recursos utilizados e aprenda a utilizá-los.

Leia mais: Vai dar aulas a distância? Aqui estão 5 plataformas que você pode usar

Sobre a autora

Karina Nones Tomelin é mestre em Educação e head de formação docente e apoio ao discente da Unicesumar

Redação
A redação do portal Desafios da Educação é formada por jornalistas, educadores e especialistas em ensino básico e superior.

    VOCÊ PODE GOSTAR

    Comentários

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.