EAD

Conteúdo EAD: as vantagens da IES ao optar pela produção externa

0

A autorização para que até 40% da carga horária de faculdades presenciais seja ofertada a distância expandiu as possibilidades de produção de conteúdo EAD. Ainda mais com a quarentena forçando IES a se adaptarem para o ensino remoto.

Especialistas apostam ainda em um novo ciclo da educação superior no Brasil, com a “hibridização” da maioria dos cursos.

Certamente as instituições de ensino superior têm uma escolha decisiva a fazer. Ou produzem seu próprio conteúdo EAD ou contratam o serviço de uma empresa de soluções educacionais. Antes de tomar uma decisão, qualquer gestor de IES deve pesar as vantagens e desvantagens de cada alternativa.

Ao refletir sobre dar conta do recado sozinho, o gestores pode ter três preocupações. Em primeiro lugar, qual é a capacidade para atender a demanda de forma interna?

Mais do que isso: vale a pena alocar o capital intelectual nessa tarefa? E essa internalização da produção de conteúdo dificulta ou facilita o desenvolvimento e o crescimento da minha IES?

Parceiros agregam escalabilidade ao negócio

A principal vantagem da contratação de conteúdo EAD é a escalabilidade. Se a ideia da IES é expandir o número de cursos e o percentual de aulas a distância, dificilmente sua equipe de produção – caso ela exista – dê conta da demanda. Via de regra, a maioria dos times internos são pequenos e acumulam outras funções além de gerar conteúdo.

Por outro lado, as grandes empresas de soluções educacionais possuem equipes especializadas e multidisciplinares capazes de entregar materiais em larga escala dentro dos prazos combinados.

Foi isso que atraiu a Universidade Tiradentes (UNIT), por exemplo. Quando decidiu que era hora de aumentar o portfólio de graduações disponíveis, a instituição encontrou na Sagah a parceria ideal para enfrentar o desafio.

Segundo a gerente acadêmica da UNIT, Karen Sasaki, a escolha também levou em conta a possibilidade de ter um conteúdo EAD atualizado constantemente, conforme as necessidades da IES. Além disso, o potencial de inovação acadêmica que a empresa oferece aos alunos favoreceu a decisão.

Inovação acadêmica faz parte do pacote

A inovação acadêmica citada por Sasaki, da UNIT, é outra grande vantagem de optar pela produção externa de conteúdo EAD. Recursos tecnológicos de ponta – como Realidade Aumentada e Virtual – e metodologias ativas alavancam o processo de ensino e aprendizagem.

Uma empresa de soluções educacionais, como a Sagah, dispõe de um catálogo com mais de 14 mil Unidades de Aprendizagem (UAs) baseadas em metodologias ativas. Isso incentiva a interação e permite adequar as trilhas de aprendizagem a diferentes perfis de alunos.

Descubra como o Grupo A pode ajudar você a implementar uma produção externa de conteúdo EAD na sua IES!

E os estudantes ganham com a flexibilidade de poder estudar a qualquer hora e em qualquer lugar. As UAs são acessadas a partir de vários dispositivos, como smartphone, chromebook e desktop.

Boa parte das universidades brasileiras não dispõem de recurso financeiro para desenvolver soluções como essas do zero. Ao contratar uma empresa parceira, a IES dá um grande passo rumo à inovação e à qualidade do ensino e da aprendizagem.

ebook ead de verdade

Redação
A redação do portal Desafios da Educação é formada por jornalistas, educadores e especialistas em ensino básico e superior.

    VOCÊ PODE GOSTAR

    Comentários

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.