EAD

Credenciamento EaD: o caminho do UniFOA até obter a nota 5

0

O ensino a distância (EaD) não para de crescer no Brasil. A pandemia, aliás, tem acelerado essa expansão. Prova disso foi a recente entrada do UniFOA (Centro Universitário de Volta Redonda) na modalidade. Com um detalhe: na avaliação do MEC, a instituição fluminense obteve nota máxima no credenciamento EaD.

A oferta de cursos EaD é uma oportunidade de ouro para instituições de ensino regionais. Isso porque facilita a captação de alunos de cidades vizinhas – que por alguma razão não teriam condições de se deslocar até a sede física. Além, claro, de ser um instrumento competitivo para disputar com as instituições de médio e grande porte.

Antes de sair ofertando cursos EaD, contudo, é preciso credenciar a IES no MEC. A autorização (ou não) da modalidade é dada após a visita de uma comissão avaliadora. O processo tem várias etapas, cada uma com exigências específicas a que a instituição deve atender. Como foi que a UniFOA obteve a nota 5? É o que vamos descobrir.

O caminho da EaD na UniFOA

Nos últimos anos, a instituição localizada no sul do Rio de Janeiro foi paulatinamente ampliando a oferta de disciplinas EaD – com base nas autorizações do MEC, que atualmente permite até 40% de carga horária virtual em uma graduação presencial. Desde 2019, no entanto, o UniFOA acelerou o passo.

Com o apoio da Fundação Oswaldo Aranha (FOA), mantenedora do UniFOA, contratou a assessoria da Plataforma A para auxiliar no processo. “A equipe contribuiu nos processos de protocolo de credenciamento e autorização de cursos, no preenchimento dos formulários eletrônicos e preparação e formação do corpo docente e técnico-administrativo”, explica a reitora Úrsula Fraga.

Na primeira etapa, entre as demandas do MEC estão o fornecimento de informações sobre o corpo dirigente e o preenchimento do Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) na plataforma e-MEC. O UniFOa ainda precisou indicar seu regimento/estatuto e anexar documentos que comprovavam a situação legal, a regularidade fiscal e a demonstração de patrimônio do centro universitário.

O UniFOA formou uma comissão interna para trabalhar lado a lado com a equipe da Plataforma A, segundo o professor Rafael Teixeira. “Cada fase produziu uma entrega para atender a todo o processo. Essas entregas foram validadas pela comissão, que criou planos de ação para as fases seguintes”, explica ele, que coordenou o credenciamento da instituição.

Leia mais: Credenciamento do MEC para EaD: por onde começar

Preparação estrutural

Os critérios do MEC para o credenciamento EaD incluem a adequação da estrutura do campus para proporcionar ensino de qualidade em aulas virtuais. Isso quer dizer que o UniFOA precisou aperfeiçoar o suporte tecnológico, ampliando a utilização de plataformas síncronas e assíncronas de aprendizagem como o Microsoft Teams.

“Também foram adquiridos novos servidores, e serviços foram implementados para o melhor atendimento à comunidade acadêmica”, explica o professor Teixeira.

A acessibilidade de alunos com deficiência visual ou auditiva foi outro ponto de preocupação. Para isso, houve a potencialização do Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA ou LMS, na sigla em inglês) com o Open LMS e a plataforma de conteúdo Sagah, além do uso de ferramentas como o Vlibras e o DOSVOX.

Mesmo antes do início do processo de credenciamento para a oferta do EAD, a IES já contava com outros recursos tecnológicos.

Leia mais: Os 5 passos para realizar o credenciamento institucional no MEC

Capacitação de colaboradores

Grupos de trabalho ficaram responsáveis pela formação de docentes e capacitação dos funcionários técnicos-administrativos, tanto de forma presencial quanto mediadas pelas tecnologias de informação e comunicação.

A IES ainda promoveu a capacitação para a atuação em EaD. O foco foi na implementação de metodologias ativas de ensino, como sala de aua invertida, sem abrir mão das etapas de planejamento, avaliação e acompanhamento.

Visita virtual ao campus

Em tempos normais, uma comissão avaliadora do MEC viaja até a sede da instituição e verifica o cumprimento dos critérios exigidos para o credenciamento. Mas essa não é a realidade atual. Em razão das restrições impostas pela pandemia, a avaliação in loco do MEC passou a ser realizada a distância, de modo virtual.

A assessoria da Plataforma A (por meio da unidade de negócios Sgah) foi vital para a preparação do UniFOA. A consultoria proporcionou simulações conforme os instrumentos de avaliação e os aspectos regulatórios.

No dia da visita, o MEC realizou reuniões e entrevistas com o corpo docente e técnico-administrativo e comissões, além de ter verificado a infraestrutura do campus e analisado os documentos enviados pelo centro universitário para conferir se a IES estava apta a atender aos cursos propostos e à quantidade de vagas solicitadas.

“Todos os ambientes da instituição foram apresentados em áudio e vídeo, incluindo espaços internos e externos destinados às aulas e à convivência”, lembra Teixeira, coordenador do credenciamento do UniFOA.

Dias depois, em junho, o resultado: o UniFOA recebeu nota 5, o conceito máximo dado pelo MEC.

 O que vem pela frente

Úrsula Fraga diz que a nota 5 é mérito do engajamento de funcionários, professores e estudantes que participaram do processo e da construção da história da instituição. Além do investimento em ensino de qualidade e humanizado.

Assim que houver a publicação do ato autorizativo no Diário Oficial da União (DOU), a instituição projeta começar a oferta por graduações EaD nas áreas de Humanas, Sociais Aplicadas, Exatas, Tecnológicas, Saúde e Ciências Biológicas. “Estamos preparados e motivados para ofertar cursos com qualidade, a mesma já comprovada no presencial nos últimos 52 anos”, afirma a reitora do UniFOA.

Leia mais: Credenciamento EaD: como se preparar para a visita do MEC

Redação
A redação do portal Desafios da Educação é formada por jornalistas, educadores e especialistas em ensino básico e superior.

    VOCÊ PODE GOSTAR

    Comentários

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.