EdTechMetodologias de Ensino

Educação e vídeos: uma parceria que pode mudar o mundo

0

O uso dos vídeos na educação é uma tendência que vem ganhando força nos últimos anos. Uma ferramenta envolvente e versátil, o vídeo pode ser produzido por alunos ou por professores, como apresentação ou revisão do conteúdo, dependendo de sua finalidade. Mas os vídeos não precisam ser exclusividade do ensino já inserido no meio digital, eles podem ir mais longe, alcançando quem não tem acesso à tecnologia ou mesmo à educação formal. E Atsuyoshi Saisho, um japonês de 25 anos, sabia muito bem disso quando resolveu distribuir DVDs educacionais em áreas remotas, a fim de aumentar as chances de jovens afastados das zonas centrais de entrar na universidade.

Saisho soube usar a tecnologia para promover mudanças consistentes na vida de muitos jovens. Fonte: EdSurge

Saisho soube usar a tecnologia para promover mudanças consistentes na vida de muitos jovens.
Fonte: EdSurge

Há quatro anos, quando fazia intercâmbio em Bangladesh, Saisho percebeu que os estudantes da capital daquele país, na cidade de Dhaka, tinham acesso a cursos preparatórios para os testes de seleção para a universidade, ao passo que os moradores da zona rural, não. Essa desvantagem fazia com que muitos dos alunos do interior do país não conseguissem chegar ao ensino superior. Acostumado ele próprio a estudar por meio de vídeos na internet, Saisho resolveu gravar DVDs com aulas de cursos preparatórios e distribuí-los em vilas de zonas remotas de Bagladesh. E, assim, nasceu o e-Education Project. Desde então, cerca de 800 jovens bangladeshianos se prepararam para os testes por meio dos vídeos de Saisho. Hoje, 200 desses jovens estão cursando o ensino superior.

O programa se expandiu para outros países, porém, nessas regiões, a instrução é mais focada em objetivos específicos. São cerca de 30 estudantes aprendendo matemática na Jordânia e cerca de 300 aprendendo ciência em Ruanda, por exemplo. Em cada lugar em que atua, Saisho conta com um parceiro nativo do país, pois os vídeos precisam ser adequados para cada cultura, a fim de que sejam completamente compreendidos. Além disso, o projeto visa a incentivar os estudantes a retribuírem localmente após a sua formação e, para isso, diz ele, os professores nacionais têm muito mais impacto sobre as escolhas dos alunos. Não podemos reconhecer essas atitudes como um dos principais pilares da educação a distância: a personalização?

Eles já foram os reis do entretenimento, mas na educação estão só começando a jornada de sucesso.  Fonte: Revolução Digital

Eles já foram os reis do entretenimento, mas na educação estão só começando a jornada de sucesso.
Fonte: Revolução Digital

O que Saisho fez foi provar que o alcance e a filosofia da educação a distância independem até mesmo de computadores e internet. De acordo com o jovem empreendedor, para começar uma mudança na área da educação, é preciso começar pequeno: “Faça um pequeno buraco em uma grande parede e comece por aí”. E é isso que gestores e professores da EAD fazem todos os dias, criando novos meios de educar e de aprender.

Quem também sabe muito bem o quanto o vídeo vem revolucionando a educação é o Dr. Shay David, um dos fundadores da plataforma de vídeo internacional Kaltura. No dia 6 de agosto, no Fórum de Lideranças Desafios da Educação, David irá apresentar a palestra “Redefinindo a Experiência de Educação com Vídeo”, no qual falará sobre as últimas tendências na educação por vídeo, trazendo estudos de caso e discutindo como efetivamente implantar o uso do vídeo para melhor o ensino e o aprendizado. Esse painel imperdiível ocorrerá em São Paulo, capital, no auditório do Insper e as inscrições são gratuitas. E, para se manter informado sobre todas as novidades e desafios da educação, não deixe de assinar a nossa newsletter.

Redação
A redação do portal Desafios da Educação é formada por jornalistas, educadores e especialistas em ensino básico e superior.

VOCÊ PODE GOSTAR

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.