EAD

3 indicadores de engajamento que influenciam na evasão de alunos na EaD

0

A falta de motivação dos estudantes é uma das causas de evasão na educação a distância (EaD). Para evitá-la, as instituições de ensino superior (IES) dispõem de tecnologias e recursos pedagógicos – que ajudam a monitorar o engajamento do aluno durante o percurso de aprendizagem.

A política de gestão da evasão começa na ambientação. “Após a captação, o aluno precisa ser acolhido, conhecer o espaço de aprendizagem, entender como será a metodologia de estudos e os benefícios que a IES pode lhe oferecer”, afirma a gerente acadêmica da +A Educação, Daiana Rocha. Ela é organizadora do recém-lançado Aprendizagem digital: curadoria, metodologias e ferramentas para o novo contexto educacional, livro publicado pela editora Penso.

O engajamento pode ser acompanhado, por exemplo, através do ritmo de participação nas atividades e seu desempenho nas avaliações. A partir da análise quantitativa e da qualitativa dessas informações, casos com viés de abandono são identificados, assim como suas origens e possíveis intervenções para reverter o quadro.

Confira aqui estão três indicadores de engajamento para ficar de olho na EaD:

1) Acesso à plataforma

A maneira mais simples de avaliar o engajamento na EaD é verificar o número de logins e o tempo médio de permanência do no ambiente virtual de aprendizagem (AVA ou LMS, na sigla em inglês). Acessos esporádicos ou de duração insuficiente para realizar as atividades são fortes indicativos de evasão na EaD.

lms ava

Nesse caso, é fundamental estabelecer métricas de relacionamento. O objetivo é contatar o aluno sempre que o período sem login se tornar muito longo. Mesmo marcando presença no AVA, é importante verificar se ele está de fato acessando os conteúdos e os materiais complementares disponíveis.

Leia mais: AVA gratuito: prós, contras e como funciona na prática

2) Participação em fóruns

O acesso à plataforma é um indicador quantitativo. E, portanto, não pode ser analisado isoladamente. Nesse sentido, um indicador qualitativo de engajamento na EaD é a participação em fóruns e outras atividades interativas do curso. Mais uma vez, pouco envolvimento pode ser sinal de desinteresse.

A intensidade e a procura por outras formas de interação com professores, tutores e colegas também devem ser avaliadas. Questionamentos, discussões, sugestões e, inclusive, conversas informais mostram o grau de curiosidade e motivação do aluno em relação à evolução do seu aprendizado.

Leia mais: Como promover a aprendizagem ativa em uma sala de aula virtual

3) Desempenho nas avaliações

É claro que, em primeiro lugar, as avaliações possuem um papel formativo na trajetória dos estudantes. Além disso, o desempenho em provas, trabalhos e projetos serve como ferramenta de gestão da evasão na EaD. Isso porque a persistência de resultados negativos pode acontecer por desmotivação do aluno.

Compreender os porquês do desempenho abaixo do esperado é papel dos professores e da instituição de uma maneira geral. Afinal, a desmotivação tem como causas possíveis, por exemplo, questões pessoais, insatisfação com o funcionamento da plataforma EaD e a baixa qualidade e interatividade dos conteúdos.

plataforma de avaliação

Por fim, segundo Daiana Rocha, há o indicador de sensação de pertencimento do aluno à IES. “Quando o aluno se torna um promotor da instituição, ele já está 100% adaptado ao ambiente acadêmico, colegas, professores e metodologia, relacionando todo esse potencial com sua vida profissional e pessoal”, completa.

Leia mais: O guia que vai ajudar sua IES a ter um AVA engajador e de qualidade

Redação
A redação do portal Desafios da Educação é formada por jornalistas, educadores e especialistas em ensino básico e superior.

    VOCÊ PODE GOSTAR

    Comentários

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.