Insights

MicroMasters: os MBAs internacionais gratuitos e 100% online

5

Rafael Reif, reitor do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), em conversa com os estudantes do MicroMasters. Crédito: Christine Adams.

Os programas “MicroMasters” abriram uma perspectiva diferenciada na educação executiva. Adotado em instituições renomadas, como o Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) e a Universidade de Columbia, o modelo oferece cursos de MBA online e gratuito para estudantes de qualquer lugar do mundo.

No MIT, a experiência começou em 2017 e foi um sucesso. No primeiro ano, cerca de 1,7 milhão de estudantes se registraram. À semelhança dos MOOCs, os cursos incluem módulos online. Eles ficam disponíveis na edX, plataforma criada pelo próprio MIT. Atualmente, a instituição oferece 46 MicroMasters em diversas áreas do conhecimento.

Conforme o desempenho em um número mínimo de módulos, o aluno tem a opção de estudar em uma turma presencial – obtendo formação idêntica ao da modalidade, com a vantagem de não passar pelo rigoroso processo de seleção do MIT. É o que a instituição convencionou chamar de “processo de admissão invertida”.

E se o estudante decidir não completar o master? Sem problemas: pode exigir o certificado digital dos módulos em que participou e ostentar, no currículo, a participação em um curso ministrado numa das principais universidades do mundo.

No Brasil, há diversos programas de MBA online. Mas eles são pagos. Inspiradas nos MicroMasters, talvez as instituições possam fazer diferente em termos de educação executiva. Bons exemplos não faltam.

Leia mais: Com EAD em 40% da carga horária, ensino híbrido ganha espaço

Instituições menores podem sair perdendo

Ao mesmo em que é vista como inovadora e inclusiva, a iniciativa dos programas MicroMasters também é interpretada com reservas por parte da comunidade acadêmica.

Em artigo publicado no Inside Higher, o diretor de aprendizado digital no Centro Dartmouth para o Avanço da Aprendizagem (DCAL), Joshua Kim, alerta para o que chama de canibalização dos programas de MBA. Segundo ele, em detrimento das instituições menores, muitos estudantes podem optar por chancelar seu currículo com cursos das grandes universidades, mesmo sem concluir o ciclo e obter o grau de mestres.

“O valor de uma credencial sem diploma com benefícios de ex-alunos de uma instituição de elite pode alterar o mercado de gerenciamento de programas online”, diz Kim.

Leia mais: Mestrados e doutorados EAD: os efeitos da nova medida da Capes

Redação
A redação do portal Desafios da Educação é formada por jornalistas, educadores e especialistas em ensino básico e superior.

    VOCÊ PODE GOSTAR

    5 Comentários

    1. Boa Tarde!

      Qual o site que disponibiliza o MBA gratuito?

      1. Sou graduado em Turismo e gostaria de fazer um MBA. Qual site disponibiliza gratuito?

    2. Qual sitw MBA gratuito

    3. Ola, Quero fazer o curso MBA para trabalhar no mercado financeiro

    4. Pessoal perguntando sobre o site, é o https://www.edx.org/, no qual pode ser encontrado não apenas o MIT, mas também outras universidades de ponta dos EUA, como Harvard, Maryland, etc, e até mesmo universidades de outros países, como Japão e Espanha, com cursos em outras línguas, inclusive.

      Os cursos só são gratuitos para acompanhar o conteúdo, com vídeos, textos, etc, mas sem acesso às provinhas que garantem o certificado. Para conseguir o certificado que estão falando no site, todos são pagos, até onde eu sei, e, no caso de um curso completo de MicroMaster, pode ficar caro, ainda mais porque é em dólar e o real caiu esses meses. Um MicroMaster completo está rondando uns R$ 7 mil, ou mesmo mais de R$ 10 mil, dependendo do curso e da instituição.

      Quem preferir, pode pagar muito menos, no mesmo site, por certificados em cursos mais curtos, incluindo etapas específicas do MicroMaster. Alguns são bem baratos, outros são caros.

    Leave a reply

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.