Ensino Superior

Os cursos de ensino superior que mais cresceram nos últimos 3 anos

0

O mercado de trabalho do século 21 é dinâmico e volátil. Segundo pesquisa do Institute for The Future (IFTF), 85% dos trabalhos em 2030 nem sequer existem atualmente. Isso significa que muitas profissões serão formadas em curto espaço de tempo. Principalmente pelo impacto da tecnologia.

As instituições de ensino superior (IES) precisam ser ágeis para acompanhar esse cenário. Isso passa por identificar tendências do próprio mercado de trabalho, além das inclinações dos alunos na hora de escolher uma graduação. Dessa maneira, elas podem ser mais assertivas ao expandir ou alterar a oferta do seu portfólio de cursos.

A pedido do Desafios da Educação, a consultoria Educa Insights realizou um levantamento dos cursos presenciais e de educação a distância (EaD) que apresentaram maior crescimento percentual em matrículas entre 2017 e 2019, ano do último Censo da Educação Superior.

A lista leva em conta apenas cursos com no mínimo 300 matrículas – e não inclui graduações tradicionais, consolidadas no país e que apresentam margem de crescimento mais tímida.

3 cursos que mais cresceram na modalidade presencial

1º Cosmética e Beleza: o salto foi de 66,4%, saindo de 3.088 para 8.549 matrículas entre 2017 e 2019. Regionalmente está no top 3 dos cursos que mais cresceram no Centro-Oeste (85,7%), no Nordeste (128,8%) e no Norte (65,7%) do Brasil.

2º Comunicação Visual: apresentou alta de 59,5% no período analisado, saltando de 464 para 1.180 matrículas. O melhor desempenho foi na região sul, onde foi o curso que mais cresceu, com um índice de 54,7%.

3º Engenharia de Software: devido a forte demanda do mercado, os cursos de tecnologia da informação (TI) não poderiam ficar de fora da lista. Com crescimento de 47,8%, a Engenharia de Software pulou de 1.348 para 2.944 matrículas.

Leia mais: Ensino superior não supre falta de profissionais de TI no Brasil: como mudar esse quadro?

3 cursos que mais cresceram na modalidade EAD

1º Biomedicina: o grande destaque na modalidade EAD foi a Biomedicina, com alta de 281% entre 2017 e 2019. Nesse caso, o salto foi de apenas 583 para 8.465 matrículas. O curso ficou entre os três que mais cresceram nas regiões norte (221,6%) e sudeste (373,5%).

Investigação Forense e Perícia Criminal: esse curso superior de tecnologia (CST) pode ser considerado uma surpresa na lista. Teve uma alta impressionante de 236,8%, saindo de 1.043 para 11.831 matrículas. Liderou o ranking no centro-oeste, nordeste e sul.

3º Design de Ambientes: outro CST com destaque foi o de Design de Ambientes, com crescimento de 218,2%, indo de 445 para 4.506 matrículas no período analisado. O melhor desempenho foi no centro-oeste (153,2%) e no sudeste (270,5%).

Leia mais: As melhores instituições privadas de ensino superior do Brasil, segundo o MEC

Redação
A redação do portal Desafios da Educação é formada por jornalistas, educadores e especialistas em ensino básico e superior.

    VOCÊ PODE GOSTAR

    Comentários

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.