Ensino Superior

Plataforma A lança solução completa para atender cursos de Direito

1

A Plataforma A lançou, no fim de novembro, uma solução completa para atender aos cursos jurídicos: a Escola de Direito. O produto ataca em sete frentes, como conteúdo e núcleo de práticas jurídicas, para facilitar a implementação e reformulação das graduações em instituições de ensino superior (IES).

A Escola de Direito chega ao mercado em um momento de transformação dos cursos da área. Em 2021, por exemplo, as Diretrizes Curriculares Nacionais (DCNs) foram alteradas. O letramento digital e os conteúdos de Direito Digital se tornaram obrigatórios. Além disso, a prática jurídica remota foi normatizada.

Paralelamente, a pandemia jogou os cursos presenciais para o ensino remoto. Na onda da educação a distância (EaD), o Inep (Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) retomou as avaliações para credenciamento do Direito EaD, abrindo a possibilidade de as primeiras turmas na modalidade começarem as aulas em 2022.

Antes, o aumento para 40% da carga horária EaD permitida em cursos presenciais também deu novos horizontes para o Direito. Por fim, vale destacar a curricularização da extensão, medida que força as IES a buscarem alternativas para conectar a graduação ao mercado de trabalho e às necessidades da comunidade.

Conheça a escola de Direito

Nesse cenário, a Escola de Direito responde a uma série de exigências que envolvem desde a expansão do EaD e do ensino híbrido até a atualização dos cursos jurídicos presenciais. Para apoiar as IES de ponta a ponta, a Plataforma A oferece em um único produto as seguintes soluções:

  • Matriz curricular inovadora: pode ser aplicada de forma integral ou complementar o currículo atual da instituição. Parte do foco, nesse caso, está em adicionar camadas de conexão ao mercado de trabalho e implementar tecnologias, como os laboratórios virtuais, para que o aluno tenha contato com a prática jurídica desde o primeiro semestre.
  • Núcleo de práticas jurídicas: o núcleo de práticas jurídicas eletrônico (NPJ-e) permite ao professor distribuir tarefas em diversas áreas do Direito, desenvolvendo nos alunos todas as competências atreladas às DCNs. A ferramenta ainda entrega relatórios que medem a eficiência do aprendizado individual, viabilizando correções pedagógicas pontuais.
  • Escritório jurídico eletrônico: funciona como um escritório de advocacia real, onde os alunos encontram mais de 2 mil modelos de petições, conhecendo situações que eles encontrarão mais tarde na vida profissional. Integrada com todas as comarcas do Brasil, a plataforma permite a busca por casos reais no território nacional, o que qualifica o aluno para o mercado de trabalho.
  • Simulados da OAB: a Escola de Direito também conta com simulados online para a prova da Ordem dos Advogados do Brasil. Utilizados sistematicamente durante o curso, os simulados preparam o aluno para o exame, melhoram os resultados da instituição e geram análises preditivas instantâneas para que professores e coordenadores identifiquem pontos fortes e fracos de cada aluno.
  • Lives e congressos online: consolidados na pós-graduação, os eventos geram networking e colocam o aluno em contato com o mercado de trabalho também na graduação. Na Escola de Direito, mensalmente, por cinco meses, os estudantes participam de uma live com figuras renomadas do setor e recebem um eBook e um certificado sobre o tema da vez. No sexto mês, um evento mais robusto promove entre quatro e cinco painéis, envolvendo, inclusive, docentes e gestores da IES.
  • Certificações intermediárias: trata-se de uma tendência na educação superior para 2022. A matriz curricular da Escola de Direito é estruturada para que, anualmente, o aluno receba uma certificação nas áreas do conhecimento cursadas até então. Assim, ele incrementa seu currículo e consegue buscar oportunidades profissionais antes mesmo de finalizar a graduação.
  • Conteúdos construídos a partir das DCNs: por fim, a solução da Plataforma A entrega conteúdos construídos a partir das DCNs dos cursos de Direito com o objetivo de cumprir todos os itens do instrumento avaliativo do Ministério da Educação (MEC). As trilhas de aprendizagem se valem de metodologias ativas para que o aluno saiba aplicar o conhecimento teórico na prática.

“A Escola de Direito é uma solução inovadora para deixar a instituição preparada para disponibilizar o Direito EaD, alterar a matriz curricular para 40% a distância ou otimizar os cursos presenciais”, destaca o especialista de produto nas soluções de Direito da Plataforma A, Guilherme Hely.

Leia mais: Plataforma A adquire startup Sistema Faculdade e reforça portfólio para Direito EAD

Redação
A redação do portal Desafios da Educação é formada por jornalistas, educadores e especialistas em ensino básico e superior.

    VOCÊ PODE GOSTAR

    1 Comentário

    1. Como posso matricular-me no curso de Direito EaD?

    Leave a reply

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.