Ensino Básico

Reggio Emilia: as cem linguagens das crianças, agora em mini-histórias

0
Livro recém-lançado traz mini-histórias que aumentam o potencial da admirada pedagogia de Reggio Emilia. Crédito: Reggio Children.

Livro recém-lançado traz mini-histórias que aumentam o potencial da admirada pedagogia de Reggio Emilia. Crédito: Reggio Children.

A abordagem pedagógica italiana conhecida por sua origem em Reggio Emilia tem atributos e elementos singulares. Entre os destaques está a valorização estética do ambiente de aprendizagem, que oferece a crianças e jovens diferentes possibilidades de interação com os recursos educacionais.

O pensamento pedagógico da abordagem criada pelo italiano Loris Malaguzzi faz amplo uso de metáforas. Uma delas é a metáfora das cem linguagens das crianças – os pequenos são encorajados a explorar seu ambiente e se expressar através das suas várias linguagens, o que consequentemente é um convite para a escola pensar a complexidade em que se dá a construção do conhecimento.

Com o intuito de divulgar ainda mais essa corrente pedagógica, a editora Penso em parceria com a Fundação Antonio-Antonieta Cintra Gordinho (FAACG) lançou em 2020 o livro As cem linguagens em mini-histórias: contadas por professores e crianças de Reggio Emilia“.

Leia mais: Os 100 anos de Loris Malaguzzi. E o desenvolvimento da abordagem Reggio Emilia

As mini-histórias

As mini-histórias reunidas no novo livro revelam como uma educação interativa possibilita às crianças a participação ativa no próprio aprendizado. Elas mostram também como os professores podem provocar os pequenos nesse processo, construindo experiências significativas com tempo, espaço e materiais aparentemente simples, mas envolventes.

As mini-histórias incluem casos cotidianos, sequências de ações que ajudam a perceber a complexidade de um contexto rico em atenção e relações. Entre os títulos da obra estão A Nave Espacial, Aprendendo Juntos, Francesco e o Tubo de Papel, O Gato e a Chuva, Encontros entre Crianças e Árvores, entre tantas outras.

Leia mais: O que a educação brasileira pode aprender com Reggio Emilia, segundo Paulo Fochi

As histórias revelam o papel do adulto no desenvolvimento infantil. Muitos professores esperam por resultados positivos que frequentemente acabam superados pela grande capacidade criativa das crianças. É possível se surpreender com a intensidade das relações, criações e transformações produzidas pela imaginação delas, as crianças.

Aparecida de Fátima Bosco Benevenuto, revisora do livro “As cem linguagens em mini-histórias“, conta que as pequenas narrativas incentivam os educadores a pensarem em contextos possíveis, que manifestem as inteligências das crianças e promovam verdadeiras experiências.

“Ler, revisitar, refletir, escrever, apreciar e revisitar as experiências de Reggio contribuiu para continuarmos acreditando na escola como espaço de possibilidades de relações e de direitos”, diz Benevenuto.


Título: As Cem Linguagens em Mini-histórias – Contadas por Professores e Crianças de Reggio Emilia

Autores: Educadores da Reggio Children e de Escolas e Creches da Infância de Reggio Emilia

Editora: Selo Penso, Grupo A Educação.

Ano: 2020

N° de páginas: 120

Preço médio: R$ 58,50

Saiba mais (livro): As Cem Linguagens da Criança – Volume 1: A Abordagem de Reggio Emilia na Educação da Primeira Infância

VOCÊ PODE GOSTAR

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.