Capacitação DocenteEnsino Básico

Como fazer letramento digital dentro e fora da sala de aula

0
Com a pandemia, o letramento digital se tornou essencial para as aulas remotas.

Com a pandemia, o letramento digital se tornou essencial para as aulas remotas. Crédito: Unsplash.

Ser ou não ser digital. Em tempos de coronavírus essa não é mais uma dúvida. A pandemia acelerou a digitalização dos mais diversos setores do Brasil e do mundo. Na educação, o ensino remoto emergencial foi – e continua sendo – a realidade de muitos alunos, pais e professores.

Por isso o letramento digital é uma tópico importante a ser discutido.

O letramento digital se refere ao modo de ler, escrever e interpretar informações, códigos e sinais, verbais e não verbais, com o uso de dispositivos digitais. Aborda o desenvolvimento de conhecimentos, habilidades e atitudes relacionadas ao uso da tecnologia.

Com a pandemia, o letramento digital se tornou essencial para as aulas remotas. Entretanto, pouco foi ensinado acerca dele para os professores – sobretudo dentro de um modelo de ensino completamente a distância, segundo Fernanda Alves, gerente de transformação digital da Nuvem Mestra, empresa do grupo Inicie.

Leia mais: O papel da família na alfabetização e no letramento

Letramento na aula online

No mundo digital, os alunos têm acesso a todo tipo de informação, práticas e tecnologias que não costumam ser abordadas pelos professores. Daí a necessidade de estar preparado e conhecer as ferramentas disponíveis para levar o letramento digital as aulas que ministram de forma online.

A seguir, confira, quatro dicas que devem ser consideradas no momento organizar a aprendizagem dos alunos.

  • Realize um diagnóstico inicial para identificar e conhecer os gostos dos estudantes e conferir quais mídias eles mais acessam. Dessa forma, você poderá potencializar o trabalho em sala de aula de maneira mais personalizada.
  • Envolva diversos gêneros digitais nas atividades. O mundo digital oferece uma gama de opções. As mídias podem ser transformadas e adaptadas para os conteúdos trabalhados em sala de aula.
  • Defina os objetivos e a ênfase que você pretende dar a uma atividade ou conhecimento. Para alcançar o resultado esperado, tudo deve ser pensado com cuidado. O planejamento é essencial para qualquer atividade.
  • Abra espaço para a criatividade. Estimule os estudantes a criarem coisas ou transformar algo existente em um conteúdo diferente. Umas das possibilidades é desenvolver paródias de músicas ou obras de arte.

Leia mais: Alfabetização e letramento no Brasil, segundo Magda Soares

A formação docente

Fernanda Alves, da Nuvem Mestra, acredita ter duas formas de preparar os professores para o letramento digital: despertar esses professores durante a faculdade ou através de consultorias e grupos de estudos. “Formação inicial é o primeiro passo, quem não passou por isso deve realizar a formação continuada”, explica.

Preparar os professores é fundamental porque isso muitas vezes não é ensinado durante a formação universitária. “Ele precisa fazer esse link com a formação inicial”, afirma Alves.

Leia mais: Pandemia é oportunidade de repensar a formação docente

Redação Pátio
A redação da Pátio – Revista Pedagógica é formada por jornalistas do portal Desafios da Educação e educadores das áreas de ensino infantil, fundamental e médio.

VOCÊ PODE GOSTAR

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.