Gestão educacional

O que é o CI, o Conceito Institucional. E a importância dele no ensino superior

0

Quando o assunto é ensino superior e sua regulação é comum a menção a diferentes termos técnicos. Siglas como IGC, CPC, IDD, CI, CC, PDI, PDC, Enade e e-MEC influenciam diretamente a agenda de gestores, professores e colaboradores das instituições de ensino superior (IES) do Brasil. Entender o significado delas, portanto, é indispensável no setor.

Por isso o portal Desafios da Educação tem publicado reportagens que explicam o significado dos termos e siglas, bem como sua aplicação prática. Este texto explica o que é CI, o Conceito Institucional.

Entendendo o Conceito Institucional (CI)

Conceito Institucional é um indicador de qualidade integrante do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes). O conceito visa avaliar as instituições, os cursos oferecidos e o desempenho dos estudantes.

O Conceito Institucional advém da avaliação in loco, realizada pelo do MEC (Ministério da Educação), à instituição de ensino. A visita visa analisar se a IES está apta a oferecer o que os estudantes precisam para seu desenvolvimento acadêmico. Não apenas em relação ao ensino, mas também em termos de atendimento e gestão.

O desempenho na avaliação é fundamental para proceder com o recredenciamento da instituição. Faculdades e centros universitários precisam solicitar o recredenciamento a cada três anos (depois do credenciamento); universidades devem fazer o pedido cinco anos depois. Em cada pedido de recredenciamento, haverá uma visita in loco para avaliação do Conceito Institucional.

Leia mais: Avaliação no ensino superior: objetivos, desafios e case prático

A avaliação na visita in loco

A visita in loco irá avaliar uma série de atributos da instituição. A nota final vai de 1 a 5. As notas 1 e 2 são classificadas como insatisfatórias. Neste caso, o MEC solicitará exigências às quais a instituição deve se adequar para evitar punições ou mesmo seu descredenciamento.

A partir da nota 3, a IES é aprovada e tem sua avaliação considerada como positiva. Quanto mais alta for a nota, melhor a instituição estará sob a ótica do MEC. O desempenho da IES no CI costuma influenciar positivamente no estabelecimento de uma imagem sólida e com credibilidade no mercado. Além da atração e retenção de alunos.

O que compõe o Conceito Institucional

Veja o que é levado em consideração na composição da nota do Conceito Institucional.

  • Instalações físicas

A estrutura física de uma IES está diretamente relacionada ao potencial de desenvolvimento de seus alunos. A instituição que se submete ao credenciamento do MEC deve ter isso em mente.

É evidente que IES que oferecem bons recursos podem se destacar. Tanto em termos de resultados quanto de satisfação do corpo discente e consequente procura por novos alunos.

  • Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI)

O PDI dispõe das etapas de planejamento e gestão da IES e contempla sua missão perante a sociedade. E ainda as diretrizes pedagógicas, a estrutura organizacional e o escopo de atividades que já estão em prática e as que serão executadas a curto, médio e longo prazo.

Além do PDI, é importante pensar em quando o plano será colocado em prática. E de que forma. Assim, o MEC poderá comprovar a solidez do planejamento e, consequentemente, sua veracidade.

  • Gestão institucional

O MEC avalia a gestão da IES. Essa condição deve estar alinhada à cultura organizacional da instituição para que o modelo de funcionamento seja constante. Também se ressalta a importância dos investimentos nas áreas de pesquisa, extensão, intercâmbio e outras medidas em prol do melhor desenvolvimento do alunado.

  • Corpo docente (e além)

Quando se pensa em credenciamento do MEC e desempenho no mercado, é comum fazer ampla menção ao corpo docente. De fato o corpo de professores é de extrema relevância. No entanto, os demais profissionais da IES também são importantes para um bom desempenho, como monitores, coordenadores e técnicos.

  • Política de ensino para graduação e pós-graduação

As políticas de ensino são fundamentais à IES. Grades curriculares devem ser planejadas de maneira estratégica e com o apoio de especialistas em cada área, como resultado de estratégias devidamente fundamentadas.

É preciso observar as necessidades dos alunos e aquilo com que eles se depararão no mercado de trabalho. Quanto melhor for a sua base de formação, mais positivos serão os olhares de toda a comunidade para a instituição de ensino.

ebook manual ies

Leia mais: Como atuam os cursos EAD mais bem avaliados no Enade

Redação
A redação do portal Desafios da Educação é formada por jornalistas, educadores e especialistas em ensino básico e superior.

    VOCÊ PODE GOSTAR

    Comentários

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.