Ensino Superior

O que faz um aluno se matricular no curso EaD (além do preço!)

0

Pedro de Carvalho Estrada, de 18 anos, iniciou o curso de Letras/Inglês na Universidade Anhembi-Morumbi no início de 2021. A sede instituição, localizada em São Paulo (SP), fica a 55 quilômetros de distância da casa dele.

Pedro mora em Ribeirão Pires (SP) e optou pela graduação a distância. O preço da mensalidade foi um fator de decisão importante, como sempre no ensino virtual. De acordo com a edição 2020 do Online College Students, pesquisa anual realizada nos Estados Unidos, o valor da mensalidade tem grande peso na hora de confirmar a matrícula no curso EaD.

O mesmo acontece no Brasil. Um levantamento mostrou que a maioria dos brasileiros que postergaram a entrada no ensino superior em 2021 alegaram não ter condições financeiras de pagar uma graduação. A pandemia, claro, agravou esse cenário.

Entretanto, além do preço, existem outros fatores que os alunos observam durante a escolha de um curso: reputação da instituição de ensino, localização e qualidade do curso são alguns deles. Esses fatores, aliás, foram justamente o que fizeram Pedro optar pela Anhembi-Morumbi.

Qualidade do ensino

Investir na qualidade do ensino, pesquisa e estrutura da IES pode não apenas garantir uma boa nota nas avaliações do MEC (Ministério da Educação) como também atrair alunos. A qualidade de ensino do Brasil é medida por alguns indicadores.

Os mais comuns são:

  • IGC: o Índice Geral de Cursos avalia as faculdades, baseando sua nota em alguns aspectos, como o CPC;
  • CPC: o Conceito Preliminar de Curso se baseia nas notas do Enade, oferta de infraestrutura e valor agregado no processo de formação. Esse valor determina a qualidade do curso;
  • Enade: o exame demonstra se a faculdade ensina tudo o que está previsto nas diretrizes curriculares nacionais para os diferentes cursos.

Esses conceitos, específicos para o ensino superior, são acompanhados por muitos quem querem escolher uma boa faculdade. Por isso as IES precisam se preparar às avaliações institucionais. Pois quanto melhor a nota da instituição, melhor será a sua posição nos rankings, o que consequentemente aumenta sua reputação e a entrada de novos alunos.

Infraestrutura e localização

A infraestrutura da instituição é muito relevante na escolha dos estudantes, mesmo se a graduação for EaD.

Os espaços físicos da IES devem incluir:

  • Bibliotecas com um bom acervo de livros;
  • Tecnologias que auxiliem nos estudos, como computadores com internet e projetores de vídeo;
  • Auditórios amplos, com boa estrutura e capacidade;
  • Laboratórios com ferramentas modernas;
  • Salas de aula bem iluminadas e com bons equipamentos.

A localização do campus ou polo da instituição é outro ponto que os alunos levam em consideração na hora de se matricular no curso EaD. Isso porque eles precisarão fazer o trajeto muitas e muitas vezes. Então, a localização deve ser de fácil acesso, oferecer segurança e uma estrutura mínima de locomoção.

Leia mais: Como credenciar um campus universitário fora da sede

Formato dos cursos

Quando procura uma instituição para se matricular no curso EaD, o aluno pesquisa quais oferecem o curso e a modalidade que ele deseja. É muito importante, portanto, que os cursos ofertados atendam as demandas da comunidade onde a IES está localizada.

Procure identificar quais são as graduações mais buscadas na região que a sua instituição está inserida, além de ficar de olho nas tendências do mercado educacional.

Os cursos da área de saúde, por exemplo, tiveram um aumento de interesse devido a pandemia. Outra aposta do setor é nas graduações de TI (Tecnologia da Informação), que garantem uma alta empregabilidade.

A última edição do Mapa do Ensino Superior mostrou que as matrículas no ensino presencial em instituições privadas caíram 8,9% no primeiro semestre de 2021, enquanto as da EaD cresceram 9,8%. Esses dados ligam um alerta para as IES diversificarem as modalidades dos seus cursos. Não há tempo a perder.

Leia mais: Os cursos de ensino superior que mais cresceram nos últimos 3 anos

Redação
A redação do portal Desafios da Educação é formada por jornalistas, educadores e especialistas em ensino básico e superior.

    VOCÊ PODE GOSTAR

    Comentários

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.